Follow by Email

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

BRASIL NAS MÃOS DO POVO OU DOS POLÍTICOS?

Muitos brasileiros criticam a quantidade de políticos que existem no país. E muitos não sabem, para não falar na maioria, que o povo é que deve governar o seu país e escolher quem o irá representar nos seus poderes. Então qual é a arma do povo para o governo? O voto! Sim. Através do nosso direito e dever, como cidadãos e cidadãs, de escolher aqueles que melhor nos representará nos poderes legislativo e executivo, estaremos delegando competências para os políticos agirem.
            Mas, também, muitos não sabem que, após serem eleitos para os seus cargos públicos, os mesmos poderão ser fiscalizados, interpelados, criticados, como também elogiados e até questionados com uma ação pública.
            Atualmente, existe no site oficial do Senado Federal uma consulta pública sobre o projeto de lei que prevê a diminuição de parlamentares no Congresso Nacional. Está disponível um link para quem quiser votar: “http://www12.senado.gov.br/ecidadania/visualizacaotexto?id=172029  (copie o link e cole no seu navegador).
            Precisamos nos unir cada vez mais para combater as injustiças, os desmandos, as imposições, as ostentações de possíveis governantes que falam uma coisa, mas vivem o contrário.
            Por falar nisso, enquanto o Brasil se afunda em sua crise econômica e política, no período de 23/11 à 01/12/2015, por ocasião da Conferência da ONU sobre a Mudança do Clima (COP-21) em Paris, os custos do governo federal com a comitiva e preparação para a conferência atingiram quase R$1,5 milhão. Sendo que a presidente Dilma ficou hospedada no luxuoso Hotel Bristol, numa das áreas mais nobres da capital francesa.
            Em março de 2013, o jornal espanhol ABC publicou uma reportagem com o título: “De Kirchner  a Rousseff: El derroche de los bolivarianos”. O texto detalha os estilos de vida opulentos de líderes latino-americanos, que alegam ser socialistas e anti-imperialistas, mas em suas vidas sociais ou de seus governos torram dinheiro como se fossem bilionários.
            Nós, brasileiros, estamos nos acostumando a ver tantos absurdos no governo, que essa farra dos dirigentes brasileiros no exterior nos parece “café pequeno. Mesmo se o Ministério Público entrar no caso, não acreditamos que vai dar em nada. Pois, a blindagem da presidente consegue manipular e justificar esses gastos. Afinal, ela é a presidente e a comitiva faz parte do governo. Enquanto muitos brasileiros perderam seus empregos, estão endividados, perderam o poder de compra e encontram-se angustiados quanto ao futuro, a presidente e seus escolhidos desfrutam do bom e do melhor.

            Finalizando, não devemos esquecer que em outubro deste ano teremos que escolher vereadores e prefeitos das nossas cidades. Está aí um bom começo para abrir novos horizontes para um diferente cenário político e mudarmos a mentalidade dos nossos dirigentes. Vamos ser cidadãos e cidadãs conscientes!